Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Capítulo 4 - don't judge me

- Vou sair. – gritou Dylan assim que entrou em casa naquela mesma noite.

- Mas acabaste de chegar. – gritou Claire da cozinha e depois o rapaz viu-a surgir à porta da mesma.

- Sim, eu sei. Mas vou sair outra vez. – retorquiu Dylan. – Vou di-ver-tir-me. – soletrou com um sorriso e subiu as escadas apressadamente até ao seu quarto. Tomou um duche rápido e depois de se vestir e perfumar voltou a sair do quarto.

- Chego tarde. – disse para Claire que ainda se encontrava na cozinha. – E vou levar o carro da minha mãe, não lhe digas nada. – riu-se.

- Dylan, nem penses… - resmungou a rapariga.

- Tarde demais, já pensei. – Dylan sorriu maliciosamente e dirigiu-se ao hall de entrada, pegou nas chaves do carro da mãe que se encontravam numa pequena mesa ao lado da porta e saiu de casa.

A mãe provavelmente ia chegar tarde a casa naquela noite e certamente ia estar cansada devido a mais um dia de trabalho, nem sequer ia dar pela falta do carro. O pai de Claire não fazia diferença visto estar por aí algures em mais uma viagem de trabalho. Além disso nem sequer era o seu pai, o seu verdadeiro pai tinha trocado a mãe de Dylan, andava a traí-la já à uns anos quando ela descobriu, nunca mais falara com ele pois não suportava a ideia de a mãe ter saído magoada.

Dylan sabia muito bem que a mãe não gostava que ele usasse o seu carro, mas se não lhe davam um carro esperavam que ele fizesse o quê? Conduziu até à discoteca onde os amigos já o esperavam.

- Pensava que já não vinhas. – disse Tom enquanto cumprimentava Dylan com um pequeno empurrão no braço.

- Porque é que não haveria de vir? – perguntou o rapaz cumprimentando todo o grupo de amigos. Eram quatro, a contar com ele, naquela noite. Tom, Robb e Tyler, sendo que Tyler era o seu melhor amigo desde à bastante tempo.

- Por causa da mãezinha. – gozou Robb rindo-se da cara que Dylan lhe fez.

- Até parece. – revirou os olhos. – Vamos lá, quero divertir-me esta noite. – piscou o olho a Tyler e entraram todos na discoteca que já se encontrava bastante cheia. Dylan olhou em volta e esfregou as mãos num gesto de satisfação ao ver a quantidade de raparigas que ali estavam.

- Podias ter trazido a tua ir… a Claire e a loira sexy. – gritou Tyler por entre o barulho alto da música.

- Não sou irmão da Claire para andar a trazê-la comigo. – disse com um revirar de olhos. – E muito menos a outra chata barra irritante barra parva. – resmungou.

- Sim, pode ser essas coisas todas mas é bem boa. – Tyler riu-se.

- Deixa-a! – resmungou Dylan irritado e afastou-se do outro dirigindo-se para a pista de dança. Puxou para si uma rapariga que parecia estar lá sozinha e roçou o seu corpo no dela. Dançou com ela durante uns minutos e quando se fartou foi meter-se com outra. A noite passou com muita dança, bebida e alguns beijos por aqui e por ali. No entanto a sua cabeça tinha estado o tempo todo noutro lugar bem longe dali.

- Vou embora. – disse a Tyler quando o viu ao balcão do bar.

- Já?? – perguntou o outro admirado, pois Dylan era sempre o último a querer sair da discoteca.

- Sim, dói-me a cabeça. – retorquiu. – Até amanhã. – despediu-se do amigo e saiu da discoteca. Entrou silenciosamente em casa pousando as chaves do carro no mesmo sítio de onde as tinha tirado e subiu para o seu quarto. Despiu-se por completo e deitou-se na cama tapando a cabeça com a almofada. Não sabia porquê mas tinha passado a noite toda a pensar naquela tarde. Aquela rapariga era… estranha, fez uma cara confusa ao pensar aquilo. Nunca ligava durante muito tempo à mesma rapariga, conhecia-as, falava com elas, havia beijos e muitas vezes mais que isso. Mas não passava de uma noite, nunca mais via a rapariga ou sequer falava com ela. Mas Agnes já a conhecia à algum tempo e por incrível que parecesse continuava a ter pica para a chatear. Também não podia afastar-se dela mesmo que quisesse visto a rapariga estar constantemente a ir lá a casa por causa de Claire.

Tinha ficado em “choque” quando descobriu que Agnes era a melhor amiga de Claire, não tinha nada contra isso só não contava que aquela rapariga irritante estivesse tao perto sem ele ter reparado antes.

Já tinha conhecido Agnes antes de saber que era amiga de Claire, já tinha implicado muito com ela e já se tinham beijado. Por mais estranho que fosse ainda se lembrava da primeira vez que tinha beijado aquela boca ou a primeira vez que os seus olhos foram ao encontro dos olhos azuis dela.

Já chega Dylan, atirou a almofada para o chão e abanou a cabeça para afastar aqueles pensamentos. Meteu-se debaixo das mantas e acabou por cair no sono. 

 

ps: se alguém quiser que eu avise sempre que postar novo capítulo digam, que eu não me importo de avisar... e mais uma vez obrigada a todas as pessoas que andam a ler a minha história.

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2