Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Rebel life (10)

"O lobo, o lobo está ali."

- É a minha vez! – gritou Madeleine ao fim de mais algum tempo a jogarem, estava desejosa que lhe calhasse o Ryan o que não estava a acontecer infelizmente. Não sabia o que fazer para ele mas tinha de pagar-lhe com a mesma moeda.

A rapariga esfregou as mãos completamente satisfeita quando por fim lhe calhou o rapaz, olhou para ele e sorriu. Antes de poder dizer alguma coisa Kevin aproximou-se dela sussurrando-lhe algo ao ouvido o que a fez começar a rir-se.

- O que é estás a tramar? – perguntou Ryan a Kevin quando este voltou à sua posição inicial com um pequeno sorriso estampado no rosto.

- Nada. – tentou conter o riso e depois todos fitaram Madeleine quando esta chamou a atenção deles.

A rapariga mordeu o lábio e fitou Ryan. – Então… dá um beijo à Rachel na boca e antes que digas mais alguma coisa é só um jogo e só um beijinho. – a rapariga fez um sorriso todo angelical e Ryan fulminou-a com o olhar.

- Não te queixes. – retorquiu Kevin antes de o outro ter tempo de dizer alguma coisa em sua defesa. Olhou para Rachel que estava tão perplexa quando ele e apenas o olhava também.

- Devem pensar que me afetam com isso. – puxou Rachel para si pelo braço e deu-lhe um beijo na boca, não tão curtinho como o que Madeleine tinha dado a Kevin. – Feito! – largou a rapariga e olhou para a outra loira com um sorriso de vitória no rosto. Esta abanou a cabeça e encolheu os ombros, Kevin apenas se ria e Rachel… bem Rachel estava mais quieta e calada do que era normal nela.

Continuaram aquele jogo até o céu estar repleto de estrelas e com a lua ainda enorme, começaram a ficar todos com sono e a fartar-se do jogo que por mais incrível que parecesse já se estava a tornar aborrecido.

Madeleine foi a primeira a levantar-se com um bocejo e começou a andar para a tenda, os outros foram atrás dela, já mal falavam uns com os outros devido a todo o cansaço e depois de desejarem boa noite uns aos outros todos se deitaram e acabaram por adormecer.

 

Ryan começou a sentir uns suores frios pelo seu corpo, não era normal aquilo o lobo não podia estar ali dentro da tenda. Mas ele estava a vê-lo, estava a olhar apenas para ele com aqueles enormes olhos amarelados e assustadores. O rapaz abanou a cabeça fitando aquela enorme criatura e tentou afastar-se mas estava preso por alguma coisa, olhou os seus pés que estavam soltos mas mesmo que os tentasse mexer não servia de nada. Era como se algo invisível o estivesse a prender ali, os seus olhos foram de novo para o lobo, cada vez parecia maior e aquelas enormes presas pareciam desejosas de se cravarem na sua pele, o rapaz tremeu ao pensar naquilo e fechou os olhos sentindo o seu rosto completamente coberto de suor. Estava com medo e o lobo cada vez se aproximava mais dele quase sem ele dar por isso até estar praticamente em cima dele.

Rachel sentou-se rapidamente assim como Kevin e Madeleine quando ouviram um grito vindo do lado de fora da tenda.

- Ryan! – exclamou Kevin quando reparou que o rapaz não estava ali, Madeleine desceu o fecho da tenda que já estava meio aberto e os três saíram a correr lá para fora.

O rapaz estava deitado no chão meio enroscado e apesar de ser escuro conseguiam ver o seu corpo todo a tremer, Madeleine foi a primeira a chegar à beira dele e abanou-o ligeiramente, o rapaz olhou-a de olhos arregalados e esticou o dedo apontando na direcção da floresta.

- Está ali. – murmurou. Os outros olharam na direcção em que ele estava a apontar e franziram a testa olhando uns para os outros quando não viram nada a não ser a escuridão.

- O que é que está ali? – perguntou Kevin confuso. O outro abanou a cabeça e deixou cair do dedo.

- O lobo, o lobo está ali. – disse de olhos sempre postos naquela direcção. – Vocês não estão a ver? Ele está ali e vai matar-nos a todos. O lobo vai matar-nos. – retorquiu enquanto o seu corpo continuava a ser percorrido por tremores e suores frios.

Kevin abanou a cabeça e baixou-se para chegar ao rapaz. – Não está ali nada Ryan, estavas só a ter um pesadelo ou assim. – disse-lhe tentando acalmá-lo assim como as raparigas estavam a tentar fazer. – Ele está a alucinar. – retorquiu Kevin olhando para elas. Elas assentiram e depois de Kevin dizer mais alguma coisa ajudaram-no a levar Ryan para dentro da tenda novamente. Rachel foi buscar água e depois deram-na para ele beber, os tremores já estavam a parar e o rapaz foi ficando mais calmo até adormecer de novo.

- Que medo… - murmurou Rachel arrepiando-se assustada com o que tinha acontecido. Kevin abanou a cabeça e meteu-se dentro do seu saco cama.

- Não há nada para ter medo Rach, eles estava só a ter um pesadelo. – disse aconchegando-se. – Durmam. – as raparigas seguiram o exemplo dele e adormeceram não tardou nada.

 

Quando Kevin abriu os olhos já entrava a claridade de mais um dia por uma pequena abertura na tenda. Saiu do saco cama vendo os outros todos ainda a dormir e correu o fecho da tenda deixando que o sol entrasse lá para dentro. Madeleine resmungou algo tapando os olhos com as mãos e enterrando mais a sua cara tentando esconde-la.

- Acordem! – disse Kevin bem alto e começou a abanar todos, Ryan empurrou-o e tapou-se todo. – Já é dia, chega de dormir. – exclamou Kevin bufando e abanando agora Rachel até que por fim esta se sentou, fez uma careta ao rapaz e saiu para fora da tenda espreguiçando-se. Ryan e Madeleine não tardou a que sucumbissem aos gritos e abanões de Kevin e também eles se levantaram.

- Que se passou de noite? – perguntou Ryan ainda meio atordoado e confuso, sabia que tinha acontecido alguma coisa mas não sabia o que era e por mais que tentasse lembrar-se não dava, era algo como um sonho distante e que não quisesse ser lembrado. Os outros olharam-se entre si e foi Kevin quem acabou por falar, disse ao rapaz que não tinha acontecido nada demais, apenas tinha tido um pesadelo mas tudo estava bem e para ele esquecer aquilo.

Ryan encolheu os ombros, não era pessoa de ficar a pensar muito nas coisas que aconteciam, queria apenas divertir-se. – Vamos para a cascata? – perguntou todo animado, os outros sorriram e concordaram com ele.

Uns minutos depois estavam de novo na cascata, despiram as roupas ficando apenas com os biquínis e eles de calções de banho, todos se atiraram para aquela água limpa e clara ao mesmo tempo. A cascata não era muito grande, estava rodeada de rochas e de vegetação, era um local meio escondido naquela floresta e quase ninguém devia ir ali. Apenas se conseguia ouvir o ligeiro barulho dos animais que andavam ali perto e o barulho da água a cair, olhando para esta conseguia-se ver o fundo de tão transparente que era.

Madeleine passou grande parte do tempo a chatear o Ryan como vingança do que ele tinha feito na noite anterior. No final acabaram todos a brincar uns com os outros como se fossem umas criancinhas. Quando as raparigas foram para as toalhas para se secarem Kevin e Ryan pegaram nelas atirando-as de novo para a água e fazendo-as começar a gritar com eles. A tarde passou e quando o sol começou a pôr-se voltaram para a clareira.

 

Acho que vou de novo começar a postar apenas ao sábado, já ando a ficar com poucos capítulos e tenho medo de chegar a uma altura e não poder postar devido á falta de capítulos. Peço desculpa...

6 comentários

Comentar post