Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Another Life - 16

 

Durou apenas uns breves minutos a conversa entre Cameron e Graham, sim, porque apesar de eu também estar ali, mantive-me sempre calada, como se não estivesse a perceber do que é que eles estavam a falar.

Cameron disse-lhe aquilo que me tinha dito que ia dizer, disse que foi ele quem matou o homem, que vim a descobrir que se chamava Scott. Tinha-o morto por engano e pedia imensas desculpas pelo sucedido. Disse que não se voltaria a repetir uma coisa daquelas e disse mais umas quantas coisas que deixaram Graham a acreditar na pequena história inventada.

Depois da conversa, comecei a andar com Cameron de novo pelos corredores, ele estava demasiado silencioso, mal falando comigo.

Paramos à porta da casa de banho, eu precisava de tomar um duche e mudar as minhas roupas que se encontravam ainda cheia de sangue. Entrei na casa de banho e Cameron disse que entretanto ia buscar umas roupas lavadas para mim. Apenas assenti com a cabeça e entrei dentro daquela divisão.

Despi todas as roupas que estavam no meu corpo e entrei de seguida no interior do pequeno cubículo onde se encontrava o chuveiro, abri de imediato a água, não me preocupando sequer se estava demasiado quente ou demasiado fria. Apenas queria ver-me livre daquele sangue e daquele cheiro que continuava entranhado no meu nariz.

A água caía ainda um pouco vermelha e isso fazia-me sentir nojo de mim própria, apesar de ter feito aquilo unicamente para me defender. Abanei a cabeça, tentando não pensar mais naquilo e continuei o banho, esfregando o meu corpo nas partes onde havia pequenos salpicos de sangue. Esfreguei mesmo depois de estes deixarem de ser visíveis, como se pudesse limpar até o interior da minha pele.

- Tens aqui a roupa. – ouvi a voz de Cameron vinda do outro lado da pequena porta do cubículo. Como já tinha terminado o banho, fechei a água e depois de abrir a porta, saí para fora do cubículo. Cameron ainda lá se encontrava e assim que os nossos olhares se cruzaram, por uns breves instantes, ele virou costas e saiu da casa de banho, visto eu me encontrar completamente nua.

Andei até às roupas que ele havia trazido para mim e depois de secar o meu corpo com uma toalha, vesti as mesmas. Olhei-me no espelho, o meu rosto encontrava-se tão diferente de antes. Eu não parecia a mesma Summer de sempre. Estas semanas aqui, tinham-me feito mudar, por muito que eu não quisesse. Tinha sido obrigada a crescer logo muito nova, devido às circunstâncias da vida, e estar aqui dentro só me tinha feito crescer mais. Eu já não era a rapariga inocente que tinha sido há uns tempos, não me deixaria levar por aquilo que os outros diziam. Sei que tudo o que tinha a ver com Cameron contrariava um pouco tudo disto, mas depois de todo este tempo passado com ele, eu sabia que ele era de confiança. Eu sempre tinha tido um sexto sentido, sabia quando podia ou não confiar nas pessoas e nunca me tinha enganado quanto a isso. Passava praticamente vinte e quatro sobre vinte e quatro horas por dia com Cameron, visto que ele é que estava encarregue de “tomar conta” de mim. Sabia que havia outras pessoas que poderiam fazer isso, e Marla tinha sido uma das pessoas que tinha feito isso durante alguns dias, mas depois voltou de novo a ser Cameron e eu sabia que era porque ele queria.

Apesar de tudo, eu sabia que ele não me queria mal, sabia que ele não deixaria que me fizessem mal, pelo menos quando pudesse impedir isso. Eu sentia-me protegida ao lado dele.

Abri a porta da casa de banho, quanto terminei, e deparei-me com Cameron encostado a uma das paredes.

- Vamos. – disse ele apenas e eu segui atrás dele, para o sítio do costume.

 

Mais uma vez, espero que tenham gostado. No próximo irá haver uma conversa entre os dois...

Até sábado, beijinhos

5 comentários

Comentar post