Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Another Life - 17

I LOVE YOU | via Tumblr

 

O tiro repetia-se vezes e vezes sem conta, aquele barulho da arma a ser disparada era o único som presente na minha cabeça. Esse barulho e o sangue que apenas escorria a fio pelas minhas mãos, deixando-as completamente vermelhas. Aquilo não saia da minha cabeça, como se estivesse sempre a acontecer.

- NÃO! NÃO! – gritei por entre o pesadelo que estava a ter. – Não!!!!! – voltei a gritar alto quando senti alguém abanar o meu corpo. Estiquei os meus braços para a frente empurrando para longe quem quer que seja que ali estivesse e logo depois os meus olhos se abriram de forma repentina. Sentei-me no sofá onde outrora estava deitada a dormir. Estava um pouco escuro, mas consegui visualizar Cameron que estava mesmo à minha frente, mas deveras afastado de mim. Talvez por eu o ter empurrado.

- Foi só um pesadelo, Summer. – diz-me ele, num tom de voz baixo e tranquilizador.

Aceno com a cabeça, como se estivesse a dizer-lhe que sabia isso, mas o facto de ser um pesadelo não fazia com que as minhas mãos e o meu corpo parassem de tremer. Encolhi-me toda e respirei fundo, tentando acalmar-me. Mesmo antes de dormir eu sabia que o mais certo era isto me acontecer, as noites a partir de agora seriam assombradas por aquilo.

Cameron aproximou-se de mim, sentou-se ao meu lado no sofá e passou levemente os seus dedos pela pele fria do meu braço.

- Estás gelada. – disse apenas e deixei que um suspiro saísse por entre os meus lábios. Virei o meu rosto na direcção dele e encarei os seus olhos azuis.

- Isto vai perseguir-me para sempre, não vai? – perguntei num fio de voz enquanto me encolhia ainda mais. Continuava a sentir os dedos dele percorrer a pele do meu braço.

- Com o tempo vais acabar por esquecer os pormenores… vai tudo ficando mais… sei lá… como se já não te conseguisses recordar de como aconteceu exactamente. E depois… chegará uma altura em que isso não passará apenas de uma má memória.

Arqueei uma sobrancelha, devido ao facto de ele estar a falar como se já tivesse alguma vez passado por esta situação.

- Tu… já…? – comecei a falar e mordi de seguida o lábio, decidindo calar-me antes de terminar aquele pensamento.

- O que achas Summer? – ele olhou na minha direcção. – Todos aqui são… maus. Muito piores do que aquilo que possas imaginar. Já todos cometeram crimes, já todos mataram, por quererem ou apenas por engano. Mas todos são assassinos aqui, Summer. E sim, eu também já matei. E foi porque quis, não me arrependo de o ter feito. – ele focou os seus olhos nos meus. Provavelmente o medo que eu estava a sentir, era visível no meu olhar, no entanto, ele continuou a falar. – Aqui é apenas cada um por si. Ninguém está aqui por uma boa causa, ninguém aqui se preocupa com o que quer que seja, ninguém se preocupa com ninguém, ninguém ajuda ninguém.

- Então porque… porque é ultimamente estás constantemente a ajudar-me, Cameron? – perguntei assim que ele terminou o que estava a dizer.

Consegui ouvir o suspiro dele. – Porque… porque apesar de tudo isto eu não quero ser como eles. Acho que nunca quis. – os seus dedos foram subindo pelo meu braço, até chegarem ao meu rosto. Senti as pontas dos seus dedos acariciar uma das minhas bochechas. – Tu não devias estar aqui, Summer. Não é justo o que eles estão a fazer contigo. Admito que quando te trouxe para aqui, não queria saber de ti para nada e em parte até concordava com o que eles estavam a fazer. Mas depois comecei a pensar melhor em tudo isto. Tu não passas de uma rapariga como todas as outras e que quer apenas ter uma vida normal. O facto de vocês terem poderes ou não, não faz com que sejam menos humanos.

Suspirei à medida que ele ia falando, nem acreditava que ele estava a dizer todas aquelas coisas. Mas sabia tão bem ouvi-las.

Estava tão perdida em pensamentos que mal dei pelo momento em que Cameron se aproximou mais de mim. O seu rosto estava tão próximo que sentia a sua respiração embater no meu rosto.

- Ainda estás a tremer… - sussurrou ele, com os seus olhos hipnotizantes focados nos meus.

 

Antes de mais, não liguem muito ao gif, porque não tem muito a ver com o capítulo (muitas vezes os gifs não tem grande coisa a ver com o capítulo, mas eu sou demasiado preguiçosa para tentar encontrar gifs "perfeitos" para cada capítulo). Mas pronto, este é um momento mais "fofo" entre os dois, por isso pronto. Além disso, posso dizer-vos que foi esta cena de PLL (ou melhor, parte deste episódio), que me inspirou um bocado para fazer o Cameron, porque o Toby andava armado em mau, e pronto... ahahah (achei giro vocês saberem isto e.e).

Espero que tenham gostado desta conversa, pois deu para vocês entenderem um pouco mais o Cameron e aquilo que ele pensa disto tudo. Bem, têm mesmo de ler o capítulo seguinte, vocês vão adorar algo que vai acontecer! E depois, vai voltar a acontecer algo em grande e mau para a Summer. A coitada não pára de ter azar. E bem, vou parar de falar, senão daqui a pouco isto está maior que o capítulo xD.

Beijinhos e até quarta.

14 comentários

Comentar post