Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Fragile - 33 |eu não estou nua!

 

Tinha mesmo de me começar a habituar a esta minha nova vida, agora tinha uma família. Da qual James fazia parte. Até já conseguia imaginar em breve os nossos pais a dizerem que agora eramos irmãos. Ew! Isto era algo nojento de se pensar, depois dos beijos todos que já demos.

- Então, o que é que vocês vão fazer nas férias de Natal? – o meu pai perguntou.

Tínhamos agora quase três semanas longe da escola, e eu não poderia sentir-me mais contente com isso.

- Nada demais. – acabei por dizer. – Talvez encontrar-me com a Victoria algumas vezes, ficar por aqui na maior parte do tempo. – nunca tinha grandes planos para as férias, até porque agora estava a viver numa cidade que pouco conhecia e a minha única amiga era Victoria.

- Eu devo fazer o mesmo. – James encolheu os ombros. – Mas encontrar-me com Edwin e outros amigos, não com Victoria. – apressou-se a explicar, e isso fez os nossos pais rirem-se um pouco.

- E aquela rapariga que trouxeste no outro dia cá a casa? – inquiriu Theresa e os meus olhos desviaram-se logo até ao rosto de James. Ele fez uma cara estranha, como se não estivesse a lembrar-se de quem Theresa estava a falar, mas logo uma luz se acendeu na sua cabeça.

- Ah… o que tem? – perguntou.

- Vais sair com ela também? – a mulher mais velha perguntou e James apenas se limitou a encolher os seus ombros. Parecia incomodado com aquele assunto e por isso mesmo, eu decidi-me a falar.

- Uma namorada? – perguntei com uma pontada de curiosidade e talvez um pouco de irritação na voz. Esta minha pergunta chamou a atenção de James para mim e pude ver que um pequeno sorriso se formava nos seus lábios.

- E se for? – ele pergunta, sem responder à pergunta que eu lhe tinha feito.

Apetecia-me responder-lhe mal, mas consegui controlar a minha boca, por causa dos nossos pais e do facto de ter de fingir que era amiga de James. Por isso mesmo, acabei por encolher os ombros. – Era só uma pergunta normal. – respondi simplesmente e de seguida continuei a comer, sem querer saber a sua resposta.

 

Assim que o jantar chegou ao fim, os nossos pais foram para a sala de estar ver um bocado de televisão, eu disse que ia para o meu quarto e assim foi. Subi as escadas até ao andar de cima e fechei-me naquela divisão, que era a única parte daquela casa que realmente me pertencia. Despi as minhas roupas, deixando-as a um canto e suspirei quando me apercebi de que teria de sair dali de novo para assim poder tomar banho. Este quarto não tinha uma casa de banho privada e começava a pensar que seria uma boa ideia ter uma, pois dispensava ter de andar meio despida pelo corredor, quando James podia aparecer no mesmo a qualquer momento.

Como já tinha despido as minhas roupas, enrolei o meu corpo numa toalha azul clara e peguei no meu pijama, assim como na roupa interior, champô e outros produtos e sai do quarto. Antes de começar a andar, verifiquei que os corredores estavam livres de qualquer corpo humano e dei uma pequena corrida até à casa de banho. Fechei a porta atrás de mim e tapei a boca de repente, abafando assim o meu grito quando vi que James estava ali dentro, a lavar os dentes e apenas em boxers.

- Oh merda. – resmunguei e respirei fundo. Tanta coisa por causa do corredor que nem me tinha passado pela cabeça que o perigo podia estar metido na própria casa de banho.

- Olá Ruby. Nunca pensei que te veria sem roupa logo no primeiro dia. – ele comentou, depois de passar a sua boca por água e guardar a escova de dentes.

- Despacha-te. Preciso de tomar banho. – retorqui, ignorando o seu comentário.

Ele tornou-se mais lento, de forma propositada para me tentar irritar, por isso, agarrei no braço dele e comecei a puxá-lo para a porta. Abri a mesma e tentei empurra-lo para fora da casa de banho. É claro que eu não tinha força nenhuma em comparação com ele.

- A sério James, já me irritaste que chegue por hoje. – e era apenas o meu primeiro dia naquela casa. Eu ia ficar velha mais cedo só por ter de o aturar, e já me imaginava com vinte e poucos anos e cabelos brancos a cobrir a minha cabeça.

- Não me apetece nada ir embora, quando estás aqui à minha frente, nua. – ele falou.

- Eu não estou nua! – resmunguei com ele, e voltei a empurra-lo, numa tentativa de o fazer sair da casa de banho. Quando ele ficou meio dentro, meio fora eu tentei fechar a porta. Estávamos a fazer figura de parvos, com um a empurrar de um lado e outro do outro.

- James, pára com essa merda. – protestei enquanto usava toda minha força para empurrar a porta.

- O que é que se passa? – a voz de Theresa fez-se ouvir e ambos deixamos a porta. Eu segurei melhor a toalha e engoli em seco, conseguindo ver que James tinha ficado tão atrapalhado como eu. Afinal, eu estava ali apenas com uma toalha em volta do meu corpo e ele estava apenas a usar os seus boxers. Felizmente, Theresa não deu importância nenhuma a isso e antes de ir embora limitou-se a acrescentar: – James, deixa a Ruby usar primeiro a casa de banho.

Ele virou costas e dirigiu-se para o seu quarto, enquanto que eu me apressei a fechar a porta, tendo a atenção de usar a chave, para o caso de James começar com ideias estúpidas. Retirei a toalha, pousando-a a um canto e depois de controlar a água, deixando-a bem quente, aproveitei o meu banho que nem foi muito demorado.

Assim que terminei, limpei o meu corpo e vesti depois as minhas roupas, depois de estar completamente pronta, abandonei a casa de banho e regressei ao quarto, aliviada por não haver sequer sinais de James. Podia ser que já estivesse a dormir, e por hoje já não me chateasse mais.

Íamos passar o dia seguinte, sozinhos em casa, já que estávamos de férias e os nossos pais iam trabalhar. Quando me deitei na cama, a minha mente estava já a trabalhar em maneiras que eu podia usar para tentar evitar estar perto de James, mas nada me acorria em relação a isso. Seria difícil manter-me longe agora que vivíamos na mesma casa.

 

Como podem perceber, agora que estão a viver juntos, isto vai ser muito divertido! Espero que tenham gostado do capítulo!

Beijinhos

6 comentários

Comentar post