Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

More than words.

More than words.

Hopeless (5)

Willa

 

Capítulo 5

Savannah Sparks

“Ele faz-te chorar, mas também te faz sorrir. Ele irrita-te, mas tu gostas dele. Ele não se importa, mas tu amas-lo.”

 

Já se tinham passado alguns dias desde aquela ida ao restaurante e parecia a Savannah que desde aí Miles tinha ficado mais violento. Já lhe tinha batido mais algumas vezes e a rapariga não sabia quanto mais tempo iria aguentar isso.

Estava sozinha em casa naquele momento, e pretendia aproveitar isso para fazer uma coisa que já andava a fazer à algum tempo. Dirigiu-se à casa de banho e sentou-se no chão encostada a uma das paredes, olhou para o seu braço e puxou lentamente a manga da camisola para cima revelando assim algumas finas linhas vermelhas presentes no seu braço. Savannah tinha começado a cortar-se à algum tempo, pois tinha descoberto que essa dor era bem menor do que aquela que Miles lhe infligia constantemente. Sabia que esta dor existia por uma razão, ao contrário do que o namorado lhe fazia. Savannah puxou para si uma lâmina e sem pensar em mais nada passou-a pelo seu braço fazendo um pequeno corte mesmo ao lado de todos os outros que já lá estavam. Assim que sentiu aquela dor, uma lágrima solitária caiu logo pelo seu rosto fazendo-a morder o lábio com toda a força. Odiava a sua vida e odiava tudo, mas mesmo tudo. Era completamente infeliz e se tivesse coragem sentia-se capaz de acabar com tudo aquilo. Mas não conseguia, era demasiado cobarde para isso e apesar de tudo o que Miles lhe fazia ela amava-o.

Suspirou pesadamente e arrumou as coisas, deixando a casa de banho limpa e sem qualquer vestígio do que ela tinha acabado de fazer. Apesar de aquele lugar agora estar limpo, na sua cabeça tudo permanecia igual. Olhando para o relógio, Savannah viu que estava quase na hora de a sua amiga Jamie chegar, tinham combinado encontrar-se naquela tarde para fazer uns trabalhos da escola e também para aproveitar e pôr a conversa em dia.

- Olá. – disse Savannah com um sorriso, quando uns minutos depois tocaram à campainha e abrindo a porta, a rapariga viu que era Jamie. Esta, sorriu e cumprimentando também Savannah, entrou em sua casa.

- O Miles não está? – perguntou olhando para a morena por cima do ombro.

Esta abanou negativamente com a cabeça. – Não, só chega mais logo. – encolheu os ombros e agarrando numa mão da sua amiga puxou-a juntamente consigo para a sala de estar. Já tinha disposto as coisas de maneira a ter espaço suficiente para que pudessem fazer tudo à vontade.

Acomodaram-se no chão junto à mesa de centro que havia no meio dos sofás e logo começaram a trabalhar, não podiam desperdiçar a tarde, pois apenas teriam mais uns dias para poderem entregar todos os trabalhos.

Ao fim de algum tempo, Savannah levantou-se e dirigiu-se à cozinha, fez um café para ela e outro para Jamie e colocou num pequeno prato algumas bolachas de chocolate. Levou tudo para a sala e pousou as coisas entre elas.

- Então, está tudo bem contigo? – perguntou entretanto Jamie. Savannah juntou as sobrancelhas olhando para a amiga e assentiu com a cabeça.

- Claro. Porquê? – perguntou e involuntariamente puxou mais para baixo as mangas da camisola de maneira a tentar esconder os cortes, que já estavam escondidos, como era obvio.

Jamie encolheu os ombros. – Sei lá, pareces andar um bocado estranha. – retorquiu e levou à boca o seu copo de café bebendo alguns goles do mesmo. – Já para não falar do quanto andas distante. – acrescentou logo de seguida.

Savannah mordeu o lábio e desviou os olhos da outra, pegou numa bolacha, e aos poucos foi comendo a mesma. – É apenas impressão tua. – acabou por dizer.

- Se tu o dizes. – Jamie encolheu mais uma vez os ombros e o assuntou terminou ali. Depois de tomarem o café e esvaziarem o prato das bolachas continuaram a trabalhar. Só pararam ao fim da tarde e nessa altura Jamie despediu-se de Savannah e foi-se embora.

 

Savannah foi novamente para a sala e começou a arrumar todas as coisas que estavam espalhadas pela pequena mesa e sofás, olhou para a porta e sorriu quando, ao fim de uns minutos, Miles espreitou pela mesma.

- Hey. – disse com um sorriso, sorriso esse que foi imediatamente retribuído. O rapaz avançou para ela acabando com a curta distância que os separava e puxou a namorada para si pela cintura. Sorriu-lhe e beijou-a demoradamente nos lábios.

- A tua amiga já foi embora? – perguntou e Savannah assentiu levemente com a cabeça.

- Estou a acabar de arrumar estas coisas. – disse e depois de Miles se afastar e sentar no sofá, continuou a arrumar até tudo estar limpo como antes.

- Estive a pensar. – disse Miles quando Savannah se preparava para sentar-se no sofá ao seu lado.

Ela juntou as sobrancelhas e olhou para o rapaz. – Em quê? – perguntou com uma ponta de curiosidade na sua voz.

- Nas férias da faculdade podíamos ir de férias para um sítio longe daqui, sei lá. – olhou-a com um sorriso e mordeu o lábio ao ver os lábios de Savannah subirem também num sorriso.

- Isso parece-me uma excelente ideia. – ela mordeu o lábio e chegou-se mais para a beira dele pousando assim a cabeça no ombro de Miles. – E em que sítio estavas a pensar? – perguntou-lhe.

Ele encolheu ligeiramente os ombros. – Não sei. – acabou por dizer. – Londres, Paris… qualquer sítio que tu quiseres. Podes escolher tu. – retorquiu passando os dedos pelos cabelos de Savannah.

- Boa! – disse esta a sentir-se mais animada. Talvez as coisas começassem a mudar e Miles parasse de lhe bater. Ela passava a vida a tentar convencer-se de que isso iria acontecer e estas pequenas coisas davam-lhe uma certa esperança. Uma viagem iria fazer bem a ambos e ela mal podia esperar para estar apenas com Miles numa outra cidade bem longe daqui. Sorriu para si e apertou Miles para si quando sentiu os braços do rapaz apertarem mais afincadamente a sua cintura e a procurar a sua boca para a beijar.

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2